Notícias

Acordo de contribuição entre PRF e Prefeitura Municipal realiza primeira ação em prol da segurança no trânsito

Para atrair investimentos, indústrias e turistas, uma cidade precisa de muitas coisas: Estar limpa, oferecer estrutura, estar preparada, ter educação de qualidade e também oferecer segurança, tanto para quem mora quanto para quem chega.

E, neste sentido, a Prefeitura de Paraíba do Sul firmou Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Rodoviária Federal na última segunda-feira (11). A PRF oferecerá informações, conhecimento, metodologia, experiência e tecnologia para a PMPS visando, justamente, coibir ilegalidades no trânsito da cidade.

Nesta quarta-feira (13) aconteceu a primeira operação em conjunto, que contou com dois policiais rodoviários federais, quatro policiais militares e nove guardas civis municipais. A ação teve início às 10h e foi finalizada às 13h. Neste curto período de tempo, mais de 50 veículos foram abordados, resultando na remoção de dois carros e uma motocicleta e 15 autuações, a maioria delas por falta de Carteira Nacional de Habilitação.

– Nossa primeira operação foi um sucesso. Algumas poucas pessoas podem não entender, mas quando autuamos motoristas sem CNH, removemos veículos em condições precárias de uso, estamos salvando vidas. Para se ter uma ideia, em 2020, em pleno isolamento social devido à pandemia, foram registrados 89.028 acidentes, 14.3 mil mortes a mais que 2019, ou seja, quase 90 mil famílias que perderam algum ente querido em acidente automobilísticos. Pode parecer ruim para quem anda errado, mas com certeza é muito pior para quem perde alguém que ama em algum acidente que poderia ser evitado – explicou a subsecretária municipal de Defesa Civil, Segurança e Ordem Pública, Clarisse Rocha.

E são em operações como esta que a criminalidade é combatida. Estatísticas da própria PRF apontam que em 2020 foram 2.229 armamentos apreendidos, 28% a mais que em 2019. Mais expressivo foi o aumento no número de munições apreendidas, um acréscimo de 24%. No ano passado, foram 90.347 munições, contra 74.611 em 2019. Já em 2018, a PRF registrou 1.699 armas de fogo e 158.723 munições transportadas ilegalmente pelas BRs.