Turismo

Arquitetura

Palacete Barão Ribeiro de Sá

Edifício da última metade do século XIX, eclético classizante de influência renascentista. Possui quatro fachadas, o vão central é valorizado pela sua escadaria monumental. No pavimento superior, janelas com pequenos balcões sacados, grades em ferro fundido e um frontão triangular contendo o brasão do baronato. Construída para residência de um dos maiores beneméritos de Paraíba do Sul, Miguel Ribeiro de Sá, o Barão Ribeiro de Sá (título nominal recebido em 1882). A antiga residência serviu posteriormente para estabelecimentos educacionais e culturais. Hoje é sede da Prefeitura Municipal.

Localização: Rua Visconde da Paraíba, 11 - Centro.


Ponte da Parahyba

Construída pelo Barão de Mauá, suas ferragens foram fundidas na Fundição da Ponta-da-Areia em Niterói. Projetada pelo engenheiro Douglas Dogdson com peças de treliça, medindo cada uma 2,64m que facilitaria seu transporte pelas tropas de muares que obrigatoriamente atravessariam a Serra em direção a Paraíba do Sul. Possui quatro pilares maciços construídos em cantaria lavrada para sua sustentação. Foi inaugurada em 1857, favorecendo a travessia do rio, onde era cobrado um pedágio no período entre 1857 a 1889. 

Localização: Praça Garcia - Bairro da Grama.


Estação Ferroviária do Centro

Em 1867, com a presença do Imperador, foi inaugurada a primeira estação ferroviária de Paraíba do Sul. Fazendo parte do eixo Rio-Minas da então Estrada de Ferro D. Pedro II, mais tarde Central do Brasil. Na época o trajeto trouxe benefícios aos fazendeiros do Vale do Paraíba, região muito rica em plantações de café. Favorecendo principalmente o escoamento da produção cafeeira para o Porto do Rio de Janeiro. A antiga estação foi demolida no início do século XX sendo construída a atual pelo engenheiro Paulo de Frontin, integrando em 1903 sua Empresa Industrial de Melhoramentos do Brasil, a Central do Brasil. Foi construída uma segunda linha férrea -"A Auxiliar" - para atender as cidades que ficavam fora do eixo Rio-São Paulo-Minas da EFCB. Hoje a mesma estação acolhe passageiros que embarcam na viagem turística do Trem da Estrada Real.

Localização: Centro.


Palácio Tiradentes

Prédio com características arquitetônicas do período neoclássico, construção inicialmente térrea datada de 1856. Com funções de uso misto, residência, casa bancária e armazém de café. Em 1872 passa a sediar a Câmara Municipal, responsável pela conclusão da obra iniciada, construindo assim a parte superior do sobrado. 

Localização: Praça Garcia - 96 – Centro.


Fórum

Prédio de grande porte, com características arquitetônicas do período neoclássico. Construído em 1898, para abrigar a grande atividade forense ali exercida. Reconhecida na corte, pelos importantes inventários processados, atraindo muitos advogados para esta Comarca. Tornando-se um dos maiores centros jurídicos fluminenses da época. 

Localização: Centro.