Notícias

Governo 10/02/2020

Maternidade e legalização das escrituras são aprovadas pela Câmara Municipal

R$ 120.000,00 para terminar as obras da maternidade e direito de escritura fundiária, duas leis importantes enviadas à Câmara pela Prefeitura Municipal

 

A Prefeitura Municipal de Paraíba do Sul enviou para Câmara Municipal duas leis importantes para a população sul paraibana, que teve votação unânime. Uma delas é o investimento de 120 mil reais para o Hospital Nossa Senhora da Piedade para finalizar as obras da tão sonhada maternidade. A outra é o direito do cidadão ter a escritura de sua propriedade, uma conquista do Prefeito Doutor Alessandro, que vai regularizar a moradia de centenas de pessoas.

 

As duas leis foram aprovadas na Câmara Municipal, no dia 30 de janeiro deste ano com a presença do Prefeito Doutor Alessandro. Sobre a maternidade, o Prefeito declarou que esta vitória é uma questão de saúde: “Nossa tão sonhada maternidade vai fazer com que o sul paraibano volte a nascer pelo SUS aqui em Paraíba do sul. É uma questão de saúde pública, todas as gestantes hoje vão a Três Rios, que tem um hospital ótimo, mas que está sobrecarregado. Nós vamos conseguir terminar a obra e inaugurar nossa maternidade”.

 

Sobre a legalização de moradias, Prefeito Doutor Alessandro lutou enquanto vereador e como Prefeito. Paraíba do Sul agora pode organizar a regularização fundiária dos seus munícipes. “Nós lutamos juntos durante sete anos para a legalização dos bairros do município para as pessoas que não tem a escritura de suas casas, o Governo Federal foi abençoado por permitir que o município faça essa legalização, ter a escritura de sua casa de forma gratuita. Nós vamos fazer a convocação da população em breve para que seja feito o cadastramento e assim garantir as escrituras das casas que não as tem. Isso é garantir dignidade, isso é garantir que as pessoas tenham direito de fato ao que é delas. Eu fico muito feliz em estar cumprindo esse desejo”, afirmou o Prefeito que na ocasião declarou ainda: “Tem dívida sim, mas estamos pagando, estamos arregaçando as mangas, dando a volta por cima e realizando pela cidade”.