Notícias

Doutor Alessandro recebe profissionais da educação no auditório da prefeitura

Na manhã da última segunda-feira, dia 28 de junho, mais uma vez o prefeito Doutor Alessandro, em nome do diálogo e da transparência, recebeu os profissionais da educação municipal e o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE-RJ) no auditório da prefeitura para esclarecer os pontos de reivindicação da categoria.

Os esclarecimentos feitos através de documentos deixaram claro que as questões envolvendo a falta de qualidade da merenda escolar e a falta de repasse da contribuição dos servidores desta gestão com a PREVSUL não são verdades. Muitas das informações apresentadas pela prefeitura durante a reunião não eram de conhecimento da maioria dos profissionais da educação que participavam das reivindicações.

A atual gestão do município é a única nos últimos 22 anos que não possui débitos de contribuição dos servidores com a PREVSUL e a comprovação dos repasses mensais foi apresentada para todos os presentes na reunião e pode ser comprovada também através do relatório financeiro da PREVSUL.

Doutor Alessandro comprovou que de janeiro a março de 2017 foram pagos todos os valores da contribuição patronal e os valores da alíquota complementar de janeiro a março de 2017 estão parcelados conforme Termo de Acordo de Parcelamento nº 1715/2017.

Os valores da contribuição patronal e alíquota complementar de abril de 2017 a fevereiro de 2018 estão parcelados conforme Termo de Acordo de Parcelamento nº 0408/2018.

As competências de março, abril e maio de 2018 referentes à contribuição patronal e alíquotas complementares serão quitadas com os recursos arrecadados no IPTU 2018, conforme pactuado com a Diretoria da PREVSUL

A questão da qualidade da merenda escolar também foi mais um ponto esclarecido pelo prefeito Doutor Alessandro. Desde 2017 a merenda escolar é uma das prioridades da Secretaria de Educação para toda a rede municipal de ensino, oferecendo aos alunos uma alimentação balanceada e com todas as necessidades nutricionais. Mais de 60% dos recursos da merenda são provenientes do tesouro municipal, o restante vem do governo federal.

Os demais pontos reivindicados pelos educadores estão sendo estudados para que possam se adequar a realidade do município. Uma nova reunião foi agendada para o dia 03 de julho com a categoria e o executivo municipal.