Notícias

Campanha de Vacinação contra Poliomelite e Sarampo começa em Paraíba do Sul

No Materno Infantil a vacinação é das 8h às 15h até o dia 31 de agosto

Começou segunda-feira, dia 06 de agosto e vai até o dia 31 deste mês, a Campanha de Vacinação contra Polio e Sarampo. O público alvo é crianças de um ano a quatro anos completos. Os responsáveis deverão levar os cartões de vacinas das crianças para avaliação. A vacinação acontecerá das 8h às 15h, de segunda à sexta-feira no Materno Infantil.

Poliomelite

Vacina é a única opção de proteção contra doença

A poliomielite é uma doença causada por um vírus e na maior parte dos casos apresenta sintomas como febre, vômitos, prisão de ventre e dor de garganta. Mas cerca de um por cento das crianças acometidas pela doença podem desenvolver a forma mais grave, chamada paralisia infantil. Essas crianças acabam desenvolvendo sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, podem até morrer. A poliomielite não tem tratamento específico. A melhor forma de evitar a doença se dá por meio da vacinação.

Então fique atento! No Brasil, a vacina é oferecida nos postos de saúde da rede municipal e durante as campanhas nacionais de vacinação. A vacina contra poliomielite deve ser administrada aos dois, quatro e seis meses de vida. O primeiro reforço é feito aos 15 meses e o outro entre quatro e seis anos de idade. Também é necessário vacinar-se em todas as campanhas.

Sarampo

Doença erradicada pode voltar ao país

O sarampo é uma doença infecciosa e extremamente contagiosa, que pode até mesmo levar à morte. Ela é transmitida da pessoa doente ao tossir, espirrar, falar ou respirar. A melhor forma de evitar o sarampo é a vacinação, já que não existe um tratamento específico contra a doença. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, um em Roraima, onde há 200 casos da doença, e outro no Amazonas, que já contabiliza 265. Além disso, o Rio de Janeiro tem dois casos confirmados e 18 em investigação. Outros casos isolados foram identificados nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rondônia, mas são pessoas que vieram de outros países ou de estados onde o sarampo foi confirmado.

O esquema vacinal contra o sarampo para crianças é de uma dose aos 12 meses – chamada tríplice viral; e outra aos 15 meses de idade - a tetra viral.